Comerciantes têm essa sexta-feira (30) para solicitar o auxílio emergencial em Louveira

Valor é de R$ 3 mil e será pago em três parcelas de R$ 1 mil; até o momento, Prefeitura tem 389 inscritos

Os comerciantes interessados em receber o auxílio emergencial de R$ 3 mil oferecidos pela Prefeitura de Louveira têm até a próxima sexta-feira (30) para solicitar o benefício. O valor será pago em três parcelas de R$ 1 mil. O auxílio faz parte do pacote de ações criado pela Prefeitura para minimizar os efeitos da crise gerada pela pandemia na economia local. 

De acordo com as informações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico,  o auxílio é destinado a proprietários de estabelecimentos comerciais classificados como não essenciais pelo Plano São Paulo, os mais afetados pela pandemia. Até o momento, 389 comerciantes fizeram o cadastro e 37 já tiveram os documentos aprovados. O restante segue em processo de análise. 

Para receber o benefício, é preciso se enquadrar nos requisitos (veja abaixo) estabelecidos pela Lei nº 2.674/2021. 

O cadastro deve ser feito na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, pelos canais:
– Por e-mail: auxilioemergencial@louveira.sp.gov.br
– Por telefone ou WhatsApp: (19) 99933-4665
– Preenchendo cadastro no link: https://forms.gle/zVkKWknbLCLN7RyUA

Quem pode receber

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, serão beneficiados cerca de 500 estabelecimentos que se enquadram nas seguintes atividades: restaurantes, lanchonetes, academias de esportes e centros de ginástica, bares sem entretenimento, bares com entretenimento que realizam shows e afins, lojas de roupas, lojas de calçados, lojas de variedades e quinquilharias, cabeleireiros, barbeiros, manicures e pedicures.

Requisitos

Além de enquadrarem em alguma das atividades listadas na lei, os comerciantes terão que atender aos seguintes requisitos para receber o benefício: 
– Demonstrar que exerce uma das atividades econômicas listadas acima no Município de Louveira há pelo menos um ano e que esteja regularmente cadastrado na Secretaria Municipal de Finanças e Economia. 
– Demonstrar que possui contrato de locação do estabelecimento empresarial ou equipamentos utilizados em sua atividade econômica.
– Declarar que possui carência financeira para manutenção de seu estabelecimento.


Caso um dos estabelecimentos beneficiados descumpra as normas sanitárias estabelecidas pelo Plano São Paulo e demais determinações expedidas pela Vigilância Sanitária de Louveira, os valores recebidos terão que ser devolvidos de forma integral.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.