O dia 25 de maio foi estabelecido pelo decreto 43.769 de 21 de maio de 1958, assinado pelo ex-presidente da República Juscelino Kubitschek, como o Dia da Indústria e do Industrial. A data foi escolhida para homenagear o empresário Roberto Simonsen, considerado patrono da indústria brasileira.

Nascido em Santos (SP), em 1889, Simonsen entrou para o curso de Engenharia da Escola Politécnica de São Paulo aos 15 anos. Foi o criador da Companhia Construtora de Santos, a primeira grande empresa de construção civil brasileira. Foi senador, vice-presidente da CNI, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e ajudou a fundar, em 1928, o Centro das Indústrias de São Paulo – CIESP. Em 1946, tornou-se membro da ABL.

Entre as suas importantes contribuições para a indústria brasileira estão, além da fundação do CIESP, a idealização do SESI e do SENAI e o legado intelectual registrado em dezenas de livros. Roberto Simonsen morreu em 25 de maio de 1948, pós sofrer um infarto enquanto discursava na Academia Brasileira de Letras.

Para falar mais sobre o tema, o Cicerone Vinhedo entrevistou Rafael Rios da Silva, Diretor de Indústria e Comércio da Prefeitura de Vinhedo afim de sabermos mais sobre o Setor Industrial Vinhedense e claro, quais as perspectivas para o futuro. Leia a entrevista:

 

Cicerone – Recentemente, a sua Secretaria aprovou uma nova Lei de Incentivo Fiscal. Como essa lei ajuda o comércio de nossa cidade?

Rafael Rios – A nova Lei de Incentivos Fiscais do Município de Vinhedo foi elaborada na gestão do ex-secretário Marcos Ferraz. Atualmente é uma das mais modernas. Ela concede benefícios de ordem fiscal às empresas atuantes no Município do ramo industrial, comercial e de prestação de serviços. Direciona ainda um percentual dos benefícios concedidos para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e também para o Fundo Municipal do Bem Estar Animal de Vinhedo. Com a lei muitas empresas se instalam na cidade, o que por si só, incrementa o comércio da cidade, já que teremos mais pessoas empregadas e residentes na cidade.


Cicerone – Quais os números do setor indústrial Vinhedense? E quanto a sua estrutura?

Rafael Rios – Hoje temos em Vinhedo 385 indústrias de médio e grande porte. Além de 585 empresas de pequeno porte e 2.420 empresas de pequeno porte. Sem esquecer os 1.125 microempreendedores individuais. A maioria das indústrias estão localizadas em nosso Distrito Industrial, que na gestão do Prefeito Jaime Cruz, será ampliando em mais de 1 milhão de metros quadrados.


Cicerone – Qual relação da Secretaria com as indústrias?

Rafael Rios – A relação da Secretaria de Indústria, Comércio e Agricultura de Vinhedo com as indústrias é muito próxima, de parceria realmente. O Secretário Dionisio Medeiros é bem atuante. Recentemente fizemos um grande evento, o lançamento oficial da nova Lei de Incentivos Fiscais no Teatro Municipal, que culminou com uma palestra do renomado consultor Max Gehringer.


Cicerone – Qual a perspectiva para o futuro industrial de Vinhedo
?

Rafael Rios – A perspectiva para o futuro é de melhora, sempre. Provavelmente, nossa economia irá reaquecer. Consequentemente, a indústria produzirá mais produtos, com isso aumentará a mão-de-obra com novas contratações, e as pessoas com um poder de compra maior, consumirá mais no comércio. Isso é o que realmente esperamos.


Cicerone – O que podemos fazer para melhorar nosso comércio nessa crise?

Rafael Rios – Em um momento de crise como o que estamos atravessando, temos que ser pró-ativos e, principalmente, otimistas. Se o indivíduo só conversa com os amigos sobre a crise, somente posta no Facebook notícias da crise, lê jornais e revistas que também só falam de crise, certamente será difícil que ele saia da crise, pois ela está dentro dele. Precisamos ser inovadores, pensar em ações que jamais pensamos. E mais, parafraseando nosso Presidente Interino Michel Temer, precisamos trabalhar, e cada vez mais.


Cicerone – O Cicerone nasceu de uma necessidade que sentiamos em fomentar negócios, divulgar o comércio Vinhedense e criar uma interação entre negócios e cidadãos. Qual sua visão sobre o Cicerone?

Rafael Rios – Gosto muito do conceito de guia, principalmente virtual. É uma atitude moderna e inovadora, além de empreendedora. O Cicerone hoje é um dos melhores guias de Vinhedo, sem sombra de dúvida. Eu utilizo e recomendo o serviço de vocês. Convido a todos a conhecerem o Cicerone Vinhedo. E desejo a todos bons negócios!

 

O Cicerone Vinhedo agradece o Diretor de Indústria e Comércio da Prefeitura de Vinhedo pela entrevista, que foi realizada via email.

 

 

* Os comentários de Rafael Rios não representam a opinião do Cicerone; a responsabilidade é do autor dos comentários. O Cicerone não possui nenhum vínculo partidário ou político.

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.