Na última sessão da câmara de Vereadores de Vinhedo, na segunda feira 27, um projeto de autoria do vereador Rubens Nunes virou pauta de discussão acirrada. O vereador Márcio Melle (PNM) pediu vistas do Projeto de Lei de autoria do vereador Rubens Nunes (PMDB) que trata da regulamentação e do impedimento da prática das chamadas ‘Feiras da Madrugada’. As feiras já foram tema aqui no CICERONE e inclusive recebemos ameaças de ações jurídicas contra o Guia na época por veúcular o nome Feira da Madrugada . 

Acontece que as Feiras, segundo os comerciantes mais antigos de Vinhedo, são prejudiciais às vendas. Isso porque atraem muitos clientes por conta do preço baixo que conseguem ao não emitir nota. Ou seja, acabam competindo de forma desonesta e irregular.

No passado a ACIVI foi conivente com essas feiras e não tomou uma posição, muito menos levou à cabo ações que protegessem o comércio local. Dessa vez parecem apoiar a decisão da Câmara, o atual Presidentes da Associação esteve na sessão. O Vereador Marcio Melle, depois de uma pausa de 10 minutos que os vereadores usaram para chegar a um acordo, disse que vai fazer uma emenda ao projeto para que Feiras Beneficentes e Religiosas não sejam impedidas de acontecer.

A princípio o projeto parece proteger os comerciantes de Vinhedo e isso é sempre positivo. Porém, se os preços baixos atraem tanto os clientes é porque o comércio de Vinhedo talvez não esteja fazendo sua lição de casa, oferecendo promoções, preços competitivos e ações de vendas com impacto. Também não vimos até agora ações substanciais da diretoria empossada da ACIVI, que deveria desde a deflagração da crise ter unido de fato os comerciantes de Vinhedo num pool de inovação e vendas.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.