A Feira SUB de arte impressa e publicações independentes divulgou o cartaz da edição de 2018 do evento que vai acontecer em Campinas no dia 15 de setembro na Biblioteca Pública Municipal ‘Professor Ernesto Manoel Zink’, das 11 às 21 horas.  A autoria do cartaz é da artista urbana Frësz.

Desde a edição do ano passado a Feira SUB convida um artista para elaboração do cartaz de divulgação, cuja identidade criada inspira todo o material visual da edição. Liberdade estética e ousadia criativa são elementos que devem nortear a concepção e a única referência proposta é com relação a simbologia da Feira representada pela figura de um peixe. ­

Para a edição deste ano, a artista urbana Frësz foi convidada para elaborar o cartaz. Formada em design gráfico, trabalha com arte urbana usando como linguagem grafite, zine, lambe-lambe e outras manifestações. Começou a fazer grafites na época da faculdade e, desde então, vem intensificando sua produção. Depois de formada trabalhou com arte-educação, usando como linguagem grafite, zine e artesanato.

O

O cartaz elaborado por Frësz (Reprodução)

 

Recentemente retomou sua produção gráfica autoral e montou um laboratório de serigrafia em seu ateliê, em Vinhedo. Nesse meio tempo, trabalhou com coletivos de São Paulo, Hortolândia e atualmente integra o Pemba Press, um coletivo de publicações independentes. Frësz (@freszification) é uma das produtoras da Zinedie, uma feira de publicações que acontece bimestralmente em São Paulo.

“Eu cresci na Vila Madalena, então o grafite sempre foi uma estética muito familiar para mim. Quando recebi o convite para fazer o cartaz da SUB, na hora me veio a ideia de usar a referência do grafite, da arte de rua. Utilizando a identidade da feira, que é representada pela simbologia de um peixe, criei um desenho e utilizei a serigrafia para suporte. Fiz vários lambes, utilizando 3 cores, e fui aplicando a serigrafia sobrepondo cores. Isso por si só já poderia ser o cartaz. Mas eu achei que faltava a estética da rua, da subversão, da arte acessível, que são propostas da SUB, e daí veio a ideia de colar os lambes em uma parede e fazer um registro fotográfico. Chamei a Raquel Costa, do coletivo Pemba Press para fazer esse registro. Com isso, o cartaz foi representado por várias linguagens artísticas”, explica Frësz.

“A ideia de adotar o cartaz como peça central da comunicação da Feira SUB reforça a importância do design e da arte gráfica. É uma peça com valor artístico e também histórico, um meio de divulgação de importantes movimentos artísticos e políticos. O cartaz expressa uma ideia cuja função é interagir com o espectador com a finalidade de divulgar uma informação de maneira interessante esteticamente, exigindo síntese tanto do visual quanto do seu significado. Ao nosso ver, a melhor representação da proposta da Feira”, explica Fabiana Pacola Ius, uma das organizadoras da feira e sócia do The MIX Bazar.  “A Frësz trouxe para a SUB a estética das manifestações artísticas desenvolvidas no espaço público, como forma de resistência. A arte de rua é um fenômeno do mundo contemporâneo, o grafite entrou no mainstream cultural, passando para os domínios da arte de estúdio, design, publicidade e entrando nas feiras independentes”, observa Fabiana.

Frësz:

Frësz: o grafiti é uma estética familiar para quem cresceu na Vila Madalena (Foto Marcela Pacola)

Biblioteca – Pelo segundo ano a Feira SUB acontece na Biblioteca Pública Municipal ‘Professor Ernesto Manoel Zink’. Setembro é o mês de aniversário da biblioteca que este ano completa 72 anos no dia da Feira, em 15 de setembro. Receber a Feira SUB é uma forma da Biblioteca  comemorar esta data.

“A parceria com a Biblioteca é bem interessante. Ao realizarmos a feira em um espaço público que fica em um local central e de fácil acesso (ao lado da Prefeitura), democratizamos o acesso das pessoas à esse tipo de publicação e arte impressa, que muita gente ainda não conhece. É uma forma de ocupar espaços públicos e olhar para a biblioteca como um lugar de convivência, trocas e aprendizado, diluindo fronteiras entre o tradicional e o mundo contemporâneo das publicações independentes. Há uma interação entre o local, os visitantes e os artistas que vêm de vários lugares do Brasil para participar da Feira. Algumas pessoas têm uma memória afetiva com a Biblioteca e o que ela representa para sua vida. Outras, têm a oportunidade de entrar pela primeira vez no local e se surpreendem com o tamanho do espaço. É uma troca de experiências muito bacana”, comenta Marcela Pacola, uma das idealizadoras e curadoras da Feira SUB.

A Feira SUB é uma iniciativa do The Mix Bazar, de Campinas. A edição de 2018 conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Campinas, da Secretaria da Cultura e da Agência Social de Notícias.

Sobre o The Mix Bazar – O The Mix Bazar (TMB) é um projeto que trabalha com economia criativa, consumo sustentável e economia colaborativa e se manifesta através da moda sustentável, da arte e do design. O TMB é também um espaço alternativo plural onde acontecem cursos, workshops, exposições e eventos culturais. Tem como propósito estimular a economia criativa por meio da valorização da produção autoral e local, e tem como principais pilares Pessoas-Sustentabilidade-Economia Criativa.

O TMB é também um apoiador de projetos culturais. Dentre os projetos  apoiados/realizados, além da Feira SUB, o MIX participou do Festival Hercule Florence em 2015 e 2017, das exposições “Encontros com Alice” da artista Valéria Menezes (2015) e “Frente e Verso”, exposição de livro de artista de 5 artistas de Campinas (2016), criou um roteiro de bairro chamado “Cambuí Walking Tour” que tem o intuito de estimular a mobilidade urbana sustentável por meio da caminhada pelo bairro e divulgar os comerciantes locais,  apoiou os projetos dos livros “Os Vestidos de Frida” de Christine Ferreira Azzi com ilustrações de Juliana Fiorese (2015) “Valquírias” de Juliana Fiorese (2016), “Revista Farpa”(2016) editada pelo coletivo Farpa, composto por seis mulheres, Casa Plana (2016) e do livro Obras Comentadas de Andrés Hernández (2016).

Serviço

Feira SUB 2018

Inscrições: até 13 de julho (gratuitas) através deste link >  goo.gl/forms/tcqXUh1YxKqR01Nz2

Divulgação dos selecionados para a Feira: até 17 de agosto

Data da Feira: 15 de setembro de 2017

Horário: 11 às 21 horas

Local: Biblioteca Pública Municipal ‘Professor Ernesto Manoel Zink’ (Avenida Benjamim Constant, 1633, Centro, Campinas, SP)

Informações e dúvidas sobre as inscrições: oifeirasub@gmail.com

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.