Habib’s vai fechar? Lojas exibem faixa de “Passo o ponto”

Nesta última segunda-feira, após as lojas do Habib’s amanhecerem com uma placa de “Passa o ponto” na fachada, internautas começaram a questionar se a rede de restaurantes irá fechar ou se a novidade é uma ação de marketing.

Apesar da empresa não ter se pronunciado oficialmente, trata-se de uma campanha de marketing, que terá mais detalhes divulgados nesta semana, segundo informações do mercado. A campanha deve contar com influenciadores, além de publicações na rede do restaurante, para divulgar um novo serviço digital.

Nas redes sociais, a marca começou a responder os usuários com mensagens como “O que será que vai vir por aí? 👀”

Na publicação de “Passo o ponto” há ainda um número de Whatsapp. Quando feito o contato uma resposta automática é enviada com a seguinte mensagem: “Olá, obrigado pelo envio. 😉 Neste momento todos nossos operadores estão ocupados. Assim que possível entramos em contato. Obrigado! 🧞‍♂️”.

Negócios

A rede que teve início em 1992 hoje atua com mais de 400 restaurantes espalhados pelo Brasil. Na pandemia, mais do que apostar no delivery, como já acontece na empresa desde 2002, a estratégia foi lançar esfirras, kibes e sobremesas congeladas para que as pessoas possam comer a qualquer hora e lugar. A rede Ragazzo, do mesmo grupo, também passou a vender alimentos congelados. A rede tem 12 centros de produção e distribuição para as milhões de esfirras e coxinhas vendidas no país.

De olho no faturamento, a companhia também lançou no ano passado um kit infantil com menos calorias quando comparado com a versão anterior. Segundo o Habib’s, enquanto o tíquete médio de uma venda sem o kit é de 52,14 reais, com ele passa a ser de 89,76 reais, um aumento de 72,15%.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.