O juiz Fábio Marcelo Holanda, da 1ª Vara de Vinhedo, homologou na última segunda-feira, 9, a proposta de recuperação judicial desenvolvida pelo Hopi Hari. A sentença é o pagamento de fornecedores, prestadores de serviços, funcionários e ex-funcionários. O processo retira quatro dos principais credores, que concentram R$ 363 milhões dos R$ 400 milhões devidos, dentre eles o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Somente para o banco o parque deve R$ 230 milhões.

Quem tem créditos de até um R$ 1 milhão só vai receber 53% desse valor em 48 parcelas iguais. Ao aceitar a proposta o credor abre mão do restante da dívida. Acima desse valor, a dívida vai ser parcelada em mais de 21 anos. Com relação aos processos trabalhistas, a proposta determinada prevê o pagamento da dívida em até 12 meses, porém com descontos que variam de 20% a 60% dependendo do tempo da ação.

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.