As obras de prolongamento do Anel Viário Magalhães Teixeira (SP-083), em Campinas (SP), que ligará a Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) até a Miguel Melhado (SP-324), começaram na manhã desta quarta-feira (29). O novo trecho acelera a viagem até o Aeroporto Internacional de Viracopos. O início dos trabalhos teve a presença do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

As obras correspondem à segunda etapa da extensão do Anel Viário e serão realizadas pela concessionária Rota das Bandeiras, sob fiscalização da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). São quatro quilômetros de pista sob o custo de R$ 70,9 milhões.

Em fevereiro deste ano, a Prefeitura autorizou a execução do projeto e previa que as atividades começassem no meio deste ano , o que não ocorreu. No entanto, a Artesp afirmou nesta quarta que estavam resolvendo questões jurídicas e estão dentro do prazo . De acordo com o governador, o prolongamento vai melhorar a logística da Região Metropolitana de Campinas (RMC).

A obra vai fortalecer o principal instrumento de atração de investimento e emprego que é estar próximo de um aeroporto , disse Alckmin.

Primeira etapa

Em dezembro de 2015 foi concluída a primeira etapa do prolongamento, com 5,8 km de extensão, entre as rodovias Anhanguera (SP-330) e Bandeirantes.

Com a obra, o tempo de ligação das rodovias Dom Pedro I (SP-065), Anhanguera, Bandeirantes e o Aeroporto de Viracopos já havia sido reduzido em 20 minutos ao longo do dia e até 50 minutos nos horários de pico, segundo a equipe de engenharia da concessionária informou à época.

A ligação do trecho que será construído agora com a Rodovia Santos Dumont (SP-075) consiste na terceira etapa das obras de prolongamento do Anel Viário de Campinas. O segmento terá seis quilômetros de extensão e a estimativa é de que as obras sejam executadas em 24 meses.

 

FONTE: G1

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.