O Carnaval 2018 em Campinas terá mais de 30 blocos de rua desfilando por diversas regiões da cidade. A festa começa neste final de semana, com o “Cordão do Félix” abrindo a folia nesta sexta-feira (2), a partir das 17h30, na Praça Carlos Gomes, no Centro. Já no sábado será a vez da “City Banda”, o maior bloco da cidade, arrastar uma multidão novamente no entorno da Lagoa do Taquaral. O trajeto foi alterado em 2017, saindo do Cambuí após 22 anos de desfile pelas ruas do bairro.
 
O enredo desse ano homenageia o mais resistente bloco de rua de Campinas, “Nem Sangue, Nem Areia”, que após 33 anos sem desfilar, comemora sua primeira década de retorno. No ano passado, o grupo reuniu 35 mil pessoas na Praça Arautos da Paz, na Lagoa do Taquaral, mesmo sendo o primeiro ano em novo espaço. Esse ano, o público esperado deve chegar a 50 mil pessoas.
 
No mesmo dia, o Unidos do Candinho volta a animar as ruas do distrito de Sousas, quando acontece ainda o “Carnafro”, no Largo do Rosário, com roda de capoeira, além do “Balaio das Águas”, que movimenta a Vila Padre Manoel da Nóbrega. O bloco “Vai Tomar no Cooleer” também agita as ruas centrais no sábado.
 
Os grupos Art Popular e Samprazer estarão no evento “Sacode Interior”, que ocorre no domingo na Estação Cultura. Ainda no domingo, o “Bloco do Bob” acontece no Cambuí o, no Largo de Santa Cruz, e une pets e seus donos na folia. O “Nem Sangue Nem Areia” agitará no domingo também as ruas da Vila Industrial.
 
Neste ano acontece ainda a junção da Feira Curta ao bloco “Nem Sangue Nem Areia”. A fusão tem a finalidade de fomentar a economia criativa no período do Carnaval. A Feira será na Vila Industrial, na Francisco Teodoro, no ponto de concentração do bloco. Será o primeiro evento de economia criativa dentro do Carnaval de Campinas e o conceito é promover um bazar descolado, formado por 50 barracas com fantasias e acessórios para que o folião possa turbinar sua criatividade. A ideia surgiu com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Campinas.
 
Segurança
 
Segundo o secretário de Cultura, Ney Carrasco, a cidade está completamente estruturada para a saída dos blocos de pré-Carnaval. “Tivemos diversas reuniões com todos os órgãos de segurança, saúde e trânsito. O Carnaval de rua virou um fenômeno que chegou a Campinas para ficar. Esse ano teremos uma novidade: um dos maiores problemas que envolvia os ambulantes já foi resolvido. Todos eles estão devidamente instruídos e cadastrados pela Setec, o que vai facilitar tanto a organização nos locais como a fiscalização de vendedores irregulares”, disse.
 
Outra novidade, segundo Carrasco, é que os bares e restaurantes terão direito a ampliar o seu alvará até as duas horas da manhã, bastando apenas procurar o Departamento de Urbanismo. “Com essa decisão também vamos privilegiar os comerciantes que são os principais apoiadores do Carnaval de rua na cidade”, explicou o secretário.
 
Estrutura
 
Já nos dias oficiais da folia, entre 9 e 13 de fevereiro, a programação prossegue nos mais diversos pontos da cidade, incluindo os blocos tradicionais nos distritos de Sousas, Joaquim Egídio e Barão Geraldo. Ao todo são 43 atividades para todos os públicos e gostos. Para todos os blocos cadastrados na Secretaria de Cultura, a Prefeitura de Campinas fornecerá suporte institucional aos desfiles, garantindo a segurança pública, por meio da Guarda Municipal. Também haverá atuação da Polícia Militar. O monitoramento do trânsito e fechamento de ruas será realizado pela Emdec.
 
Equipes de saúde do Samu estarão atentas para qualquer emergência. O Serviço Técnicos Gerais (Setec) cuidará da fiscalização e regulamentação dos ambulantes e a Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo dos pedidos para liberação de horários especiais de funcionamento do comércio neste período. A Secretaria de Serviços Públicos atuará com equipes do Departamento de Limpeza Urbana (DLU) e do Departamento de Parques e Jardins (DPJ). Para garantir o clima de tranquilidade, os foliões podem fazer a sua parte utilizando os banheiros químicos espalhados pelos locais, além de não jogar lixo nas ruas e calçadas.
 
*Via Correio

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.