Final do ano é mesma coisa sempre, aquele sentimento saudoso de que mais um ano ficou para trás e de que novas promessas podem ser feitas para 2017. O que a economia e os negócios podem nos ensinar?

O ano de 2016 parece que assim como 1968 vai ser um ano que não terminou, como escreveu Zuanir Ventura. A crise econômica e política que se avizinhava já em 2010 teve seu ápice com o impeachment de Dilma Russef esse ano, e agora uma série de medidas estruturais estão sendo tomadas, como reforma da previdência, restrição orçamentaria do governo federal, reformas na educação, possível reforma política e etc. E as consequências positivas ou negativas serão sentidas apenas nos próximos anos. E você se pergunta, o que tudo isso tem a ver com o natal e 2017? Tudo!

Nossa economia e nossa sociedade estão em um momento de transição importante. Momentos de crise apesar do lado negativo promovem reinvenções e novas oportunidades. Por exemplo, segundo o SEBRAE a taxa de empreendedorismo hoje é a maior dos últimos 14 anos. De cada dez brasileiros adultos, quatro já possuem ou estão envolvidos com a criação de uma empresa. Porém, apenas aqueles negócios que criarem uma marca forte, um serviço verdadeiramente diferenciado e uma cultura produtiva sobreviverão a longo prazo. E isso não é diferente para Vinhedo. Já existe uma espectativa de que muitos negócios estão com data para fechar, logo depois do natal e ano novo. Por outro lado, negócios mais estruturados e com serviços de excelência parecem surgir na cidade, o que só fortalece o ecossitema empreendedor. 

Trazendo a questão para nossas vidas, é importante considerar as lições que o mundo dos negócios nos dá. Ser correto, agir com ética e buscar sempre os melhores resultados são valores que temos que prezar mais do que nunca. Vide nossa casta política que manda e desmanda à vontade no Planalto Central, quase sempre por interesses próprios. Será isso um reflexo de quem os escolhe? Pode até ser. Mas a análise mais importante é pessoal. Nesse 2016, quantas oportunidades de mudança pessoal você aproveitou? Quantas vezes fez uso do jeitinho brasileiro, da amizade, da proximidade para reparar algum erro, ou mesmo, justificá-los? Quantas vezes parou para refletir sobre seus valores, sua cultura, seus objetivos e suas metas?

Assim, acreditamos que 2017 está aí para mudarmos um pouco nossa cultura. Então, em vez de fazer promessas para 2017, que podem ou não se cumprir assuma compromissos, com você e com os outros, que logicamente possa cumprir. Estabeleça objetivos interessantes e metas desafiadoras, mas alcançáveis! Sejamos mais realistas na análise e otimistas na ação. As oportunidades de sermos melhores como pessoas, empresas e negócios já estão aí! Não espere 2017 chegar para começar a aproveitá-las. O CICERONE VINHEDO deseja a todos um Feliz Natal e um 2017 repleto de desafios!

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.