A Paisagem, feira de arte gráfica e publicações independentes, encerrou as inscrições para expositores e divulga uma lista de convidados especiais. São artistas gráficos, estúdios de impressão e editoras reconhecidos pelos valores artísticos e inovadores na região de Campinas e no território nacional.

 

Integrando a crescente cena da produção e circulação da auto-publicação e das editoras independentes no país, a primeira edição da feira PAISAGEM acontece em Vinhedo (SP), no dia 29 de julho de 2017, das 10h às 18h, no Parque Municipal Jaime Ferragut.

 

A feira prevê a participação de até 50 expositores e contará com atividades para adultos e crianças, com oficinas gratuitas de técnicas de impressão, palestras e debates. A programação estará disponível em breve no site www.feirapaisagem.com e na página do Facebook www.facebook.com/paisagemfeiradeimpressoes).

 

Segundo a coordenadora do evento, Carol Bampa, o nome ‘Paisagem’ “remete às inspiradoras paisagens de altitude da cidade de Vinhedo e às infinitas paisagens imaginárias que as produções gráficas podem nos propiciar, seja através de uma narrativa literária ou das projeções sensoriais provocadas pelas artes gráficas”. A curadoria é feita em parceria com Maíra Costa Endo, da Solar Produções Artísticas.

 

O evento tem como propósito fomentar a economia criativa e sustentável da cidade, propondo o consumo que valoriza a autoria do produto e a produção em pequena escala.

A feira pretende atender a demanda cultural emergente das publicações independentes no interior, ampliando o mercado dos produtores gráficos da região de Campinas que abriga mais de 3 milhões de habitantes.

 

Confira os convidados:

LOTE 42

Lote 42 é uma pequena editora que existe desde dezembro de 2012 e tem publicado livros de ficção, não ficção, quadrinhos, poesia e ilustração de autores contemporâneos, brasileiros e estrangeiros. O projeto gráfico tem sempre um papel fundamental como elemento narrativo, que acrescenta novas camadas de interpretações à obra. A Lote 42 também organiza a Feira e o Prêmio Miolo(s), além de cuidar da Banca Tatuí, espaço de publicações independentes em São Paulo.

CERRADO INFINITO

O Cerrado Infinito é uma representação artística do que um dia foi o Cerrado Paulistano, denominado pelos colonizadores jesuítas como “Campos de Piratininga”. Esse projeto idealizado por Daniel Caballero gera uma reflexão através da materialização do que sobrou das plantas que compunham a paisagem da cidade de São Paulo antes da chegada dos portugueses. De suas expedições botânico-artísticas, Daniel fez um livro chamado de “Guia de campo dos Campos de Piratininga ou O que sobrou do cerrado paulistano ou Como fazer seu próprio Cerrado Infinito“.

COTICOÁ

A Coticoá é um estúdio criativo que soma Design + Craft + Paper. Desenvolve e produz de maneira sustentável artigos editoriais e em papel, para crianças e adultos, desde o processo de criação, passando pela impressão serigráfica, à encadernação manual. Tudo feito à mão com amor e cuidado.

DW RIBATSKI

Ribatski é artista plástico, ilustrador e quadrinista. Já colaborou com diversas publicações, como o caderno Ilustríssima da Folha de S.Paulo e a revista Superinteressante, entre outras. Nas HQs, publicou Campo em branco, Como na quinta série , La naturalesa, Vigor Mortis e Dois

ESTÚDIO ELÁSTICO

O Elástico é um estúdio que imprime serigrafias com tiragens limitadas. Além do entusiasmo em explorar a técnica serigráfica, é extremamente fiel à intenção original de cada projeto. Em seu portfolio, o estúdio coleciona trabalhos incríveis em projetos com Choque Cultural, Itaú Cultural, F/Nazca, studio mk27 e parcerias com vários artistas gráficos da cena contemporânea.

MZK

Maurício Zuffo Kuhlmann, MZK, é desenhista, artista visual e DJ. Seu trabalho inclui histórias em quadrinhos, gravuras, pinturas, posteres, fanzines e ilustrações. Traduz a cultura urbana com influência tropical, supersticiosa e entregue a própria sorte. É também pesquisador musical de ritmos africanos, brasileiros, latinos e exóticos, o que influencia muito seu imaginário visual, tanto pelo som quanto pelas capas dos LPs.

OLHAVÊ

Olhavê é um projeto editorial independente com foco em livros sobre fotografia e imagem. As publicações refletem o desejo em divulgar e escoar trabalhos de relevância, que tragam para a fotografia questões relativas à narrativa poética e investigação sobre a linguagem fotográfica.  Os projetos são humanizados, dialogados e concentrados no espírito de experimentar e pensar a fotografia com seus autores.

SHN

Coletivo formado por André Ortega, Daniel Cucatti, Eduardo Saretta, Haroldo Paranhos, Marcelo Fazolin e Rogério Fernandes. O grupo reúne artistas com atuações nas artes gráficas, arquitetura, vídeo e tatuagem. A serigrafia sempre foi um ponto de partida para a pesquisa de mídias que o coletivo apresenta nos 18 anos de atuação. SHN trabalha com ícones universais, re-significando o conceito de logotipo e marca em uma abordagem bem humorada e crítica. 

URUTAU

Formada por Ana Penteado, Wladimir Vaz, Tiago Rendelli em 2015, a Editora Urutau é multipla com o selos: Margem da palavra, Orangotango, bi gato e LOS43! A revista euOnça é um espaço para a produção contemporânea literária e de artes visuais. Como os próprios se apresentam: a Urutau nasce para cantar as horas diante das páginas e sabendo que o livro é carne e alma, fazemos das obras dos nossos autores pratos para serem devorados antropofagicamente.

VIBRANT

Vibrant é uma editora que transita no campo das artes visuais e da fotografia. Seu objetivo é criar pontes entre ideias e sua materialização em impressos, no qual livros e zines são as plataformas democráticas para fazer circular a experiência narrativa de cada trabalho. Criada no início de 2014 com intuito de publicar projetos pessoais, aos poucos passou a editar outros artistas

XILOMÓVEL

O Xilomóvel é um ateliê itinerante equipado numa Veraneio 1976 para a prática da xilogravura. O projeto foi criado por Luciana Bertarelli, Marcio Elias e Simone Peixoto como manifestação artística e ferramenta educacional. O Xilomóvel já percorreu cerca de 37.500 km, visitou 56 cidades brasileiras e atendeu a cerca de 3.000 pessoas.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.