Prefeitura de Vinhedo vai criar Departamento de Bem-Estar Animal com políticas públicas próprias para setor

A Prefeitura de Vinhedo vai criar oficialmente a Diretoria de Bem-Estar Animal, dentro da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, para o desenvolvimento de políticas públicas específicas, além de garantir maior autonomia às ações municipais. Pela primeira vez em Vinhedo, o Bem-Estar Animal vai deixar de ser um setor da Secretaria e terá status de diretoria.

Anteriormente o cargo de Chefia do Gabinete foi utilizado de maneira informal para a atividade, mas sem uma constituição formal do status de Diretoria e área integrante da Secretaria. Como esclareceu Monique Marmol para redação, Diretora de Meio Ambiente, o Secretário Luiz Vieira abriu mão do cargo de chefia de gabinete para a criação da diretoria, por isso a ação não gerou mais custos no orçamento público.

De acordo com a responsável pelo setor de Bem-Estar Animal de Vinhedo, Ana Flávia da Costa, o novo Departamento nasce com a finalidade de viabilizar programas de atendimento aos animais.

Ana Flávia tem duas formações universitárias, de Zootecnia e Veterinária, tem duas especializações, em anestesia e nutrição de animais, e cursou mestrado na área de extensão rural. A profissional contribuirá com sua ampla formação técnica para coordenar o novo departamento e a proteção dos animais.

“Temos vários programas e projetos que queremos desenvolver em parceria com os moradores da cidade, ONGs, entidades e todas as pessoas que defendem o bem-estar animal. Já estamos trabalhando para viabilizar esses programas o mais rapidamente possível”, disse Ana Flávia.

Da esquerda para direita: Monique Marmol, Luiz Vieira, Dr. Dario e Ana Flávia

A formalização do Departamento vai ocorrer nas próximas semanas, quando deve ser finalizado o contrato emergencial para atendimento clínico de cães e gatos vítimas de maus-tratos, atropelamentos e em situação de vulnerabilidade.

O contrato anterior foi encerrado no dia 17 de dezembro passado e um novo contrato emergencial está sendo viabilizado enquanto o processo de licitação para contratar a empresa que vai prestar o serviço para o município, já em andamento, é concluído.

Conselho do Bem Estar Animal

A Prefeitura aguarda ainda a eleição da nova diretoria do Conselho Municipal do Bem-Estar dos Animais (Combea), prevista para este mês, com participação dos moradores e de representantes da sociedade civil. O Conselho conta com o Fundo Municipal de Proteção ao Bem-Estar Animal,  com recursos obtidos através de doações.

  • Para saber mais visite https://www.vinhedo.sp.gov.br/meio-ambiente-e-urbanismo/combea/

Recentemente o Conselho foi alvo de críticas e será alvo de Comissão Parlamentar de Inquérito depois de denuncias da Vereadora Chris PC.

Doações

No carnê do IPTU de Vinhedo deste ano há um boleto, nas páginas finais, para doação voluntária ao Fundo.  A doação é espontânea e não obrigatória, e pode ser feita até 31 de dezembro deste ano.

Denúncias 

Hoje o setor de Bem-Estar Animal atende denúncias de maus-tratos, que devem ser feitas pelo e-mail bemestaranimal@vinhedo.sp.gov.br, com informações que comprovem a infração, como fotos e vídeos.

A castração de animais é feita pelo Departamento de Zoonoses para famílias em situação de vulnerabilidade social. Informações podem ser obtidas no telefone 3826-7486.  A Prefeitura mantém contrato com clínicas para castração por preços populares. Saiba mais: https://www.vinhedo.sp.gov.br/controle-populacional-animais.

A Prefeitura mantém ainda um contrato com um abrigo para recolher animais vítimas de maus-tratos, animais abandonados atropelados e gravemente doentes, que são posteriormente encaminhados à adoção.

Também mantém contrato com a entidade Mata Ciliar para onde são levados animais silvestres apreendidos, que são tratados e reinseridos na natureza. A apreensão desses animais é feita pela Guarda Civil Municipal Ambiental ou Corpo de Bombeiros.

Banco de Dados 

Ana Flávia explicou que já está avaliando novos projetos de adoção de animais abandonados em Vinhedo, também está realizando um estudo de viabilidade da microchipagem e retomando o cadastramento de ONGs protetoras.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.