Por determinação do prefeito Jaime Cruz, a Secretaria de Saúde promoverá uma série de alterações em sua estrutura que resultará na melhoria do atendimento à população, na otimização dos recursos humanos e ainda na economia de recursos públicos, seguindo os preceitos do Programa Austeridade Cidadã, que está na terceira fase.

Por conta dessas mudanças, o Centro de Estudos e Reabilitação (CER), que funciona no Jardim Bela Vista, terá seu serviço descentralizado. Isso ocorrerá a partir do dia 1º de março. Dessa forma, o atendimento passará a ser feito nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), conforme preconiza o Ministério da Saúde.

Mesmo com a alteração, 100% dos usuários do serviço continuarão a ser atendidos na região da Capela. O CER proporciona gratuitamente atendimento de psiquiatria infantil, neurologia infantil, psicologia, psicopedagogia e fonoaudiologia.

Com a liberação do prédio onde hoje está o CER, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) será transferido para o local. Assim, a Prefeitura poderá solicitar a elevação de CAPS 1 para CAPS 2 junto ao Governo Federal e, assim, obter R$ 5 mil a mais por mês da União para complemento da manutenção do atendimento.

A Central de Transportes da Saúde, que hoje funciona junto ao complexo onde está o Centro Médico do São Matheus, será transferida para o setor onde está a Secretaria de Saúde, no Jardim Pinheirinho. Essa mudança resultará numa melhora da logística do serviço, e ainda economia com combustível e manutenção preventiva.

Desta forma, onde hoje funciona a Central de Transportes, ao lado do espaço do Grupo Bem Viver da Terceira Idade, ficará o Programa de Atenção Multidisciplinar Domiciliar (PAMDA), que atende pacientes em suas residências.

Atualmente, o PAMDA está no prédio do antigo laboratório, que tinha sido desocupado depois da inauguração, no ano passado, do novo laboratório junto à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Neste espaço, que fica no segundo piso do Centro Médico do São Matheus, equipado com elevador, funcionará o almoxarifado da Farmácia Municipal.

Também no piso superior do Centro Médico do São Matheus, conforme previsto no projeto original do prédio, ficará o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) e seu almoxarifado.

“Somente com essas mudanças, estamos prevendo uma economia de R$ 300 mil por ano. Também haverá economia com limpeza, energia, água, telefone e manutenção desses espaços. Vamos melhorar o atendimento e ao mesmo tempo otimizar os recursos”, comentou o prefeito Jaime Cruz.

Essas mudanças visam também à implantação na Rede Municipal do Programa Estratégia da Saúde da Família, que será criado a partir da Unidade Básica de Saúde que iniciará a construção na Vila Garcez, com previsão de entrega no início de 2018, segundo informações da secretaria Estadual de Saúde.

“São alterações que foram avaliados de forma técnica e responsável, seguindo o regramento do Sistema Único de Saúde (SUS). É importante frisar que não haverá prejuízo de atendimento à população e nenhum serviço será cancelado ou fechado”, esclareceu o secretário de Saúde, dr. Alexandre Viola.

 

Fonte: Prefeitura de Vinhedo

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.