A Prefeitura de Valinhos confirmou nesta segunda-feira (19) a primeira morte por febre amarela na cidade. Rui Antônio Lona Milani, de 49 anos, morreu no dia 2 de fevereiro, na Santa Casa. De acordo com a Prefeitura, a vítima tinha uma propriedade no Parque das Colinas e uma chácara no bairro Alpinas, na zona rural. O caso é autóctone, ou seja, foi contraído dentro da cidade.

Com a confirmação do caso, o município vai ampliar a vacinação. A partir desta terça-feira (20), a imunização passa a ser oferecida diariamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) nos períodos da manhã e da tarde. 

Outro morador de 38 anos, morador do Jardim Pinheiros, morreu na última quinta-feira, 16. A causa da morte está sendo apurada, mas há três suspeitas: febre amarela, febre maculosa, ou dengue hemorrágica.

De acordo com a Prefeitura, a vacina, aplicada em dose única, sem a necessidade de reforço, deve ser tomada por crianças a partir de nove meses, adolescentes e adultos até 59 anos. Já pessoas acima de 60 anos, gestantes, pessoas com HIV/Aids e mulheres que estão amamentando podem tomar com restrição.

Em nota, a Prefeitura orienta que, por problemas técnicos, a UBS do Reforma Agrária não está realizando vacinações e os moradores da região devem procurar a unidade do Macuco.

Segundo a Prefeitura, 45 mil pessoas foram vacinadas contra a febre amarela em Valinhos até a sexta-feira anterior ao Carnaval. As doses estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde do município e há estoque suficiente para imunizar o restante da população.

Outras Ações

Agentes de saúde realizam nesta segunda (19), no Parque das Colinas, região onde a vítima residia, varredura para localizar e eliminar criadouros de mosquitos e orientaram os moradores sobre os riscos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

Nesta quarta-feira (21), a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) fará pulverização de inseticida no Parque das Colinas a partir das 8h. A pulverização será feita dentro das casas em toda a região próxima do caso suspeito, no final da Avenida Tancredo Neves , avisa a prefeitura.

A Vigilância Sanitária do município elaborou uma lista com orientações aos moradores durante o trabalho de pulverização.

 

Fontes: FN10 e G1

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.