Programa de Turismo do Circuito das Frutas tem foco na estruturação dos empreendimentos

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas) apresentou o Programa de Turismo para o Circuito das Frutas. O projeto teve a parceria da Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT), bem como a participação de representantes das demais cidades do Consórcio Intermunicipal para Desenvolvimento do Polo Turístico do Circuito das Frutas.

A proposta apresentada é centrada na estruturação do Programa de Desenvolvimento Local (PDL) para as atividades relacionadas ao turismo na região do Circuito das Frutas, que é formado por 10 cidades: Jundiaí, Atibaia, Itupeva, Indaiatuba, Jarinu, Louveira, Morungaba, Valinhos e Vinhedo

“O objetivo é fortalecer a governança regional e, em conjunto, trabalhar a capacitação dos empreendimentos do segmento de turismo, além de desenvolver ações que aprimorem os produtos turísticos regionais e a divulgação dos mesmos”, comenta a diretora de Turismo da UGAAT, Marcela Moro.

Ampliar o faturamento, implantar ações de inovação, incrementar a experiência ofertada ao turista e organizar ações que irão fomentar a promoção e acrescer a comercialização dos produtos turísticos são as ideias centrais do programa.

“O programa prevê trabalhar com todos os elementos da cadeia do turismo, incluindo atrativos, bares e restaurantes, meios de hospedagem, venda de artesanato, assim como agências de viagem”, conta a diretora.

A expectativa é que com o Programa de Desenvolvimento Local (PDL), em parceria com o Sebrae, haja um incremento no fluxo turístico regional, voltado ao Circuito, a partir de novas experiências que possam ser oferecidas pelos empreendimentos. As ações não terão custos nem para os participantes, nem para os municípios.

Será realizada capacitação para que os empreendedores aprimorem a qualidade no atendimento ao turista, bem como a organização dos próprios estabelecimentos.

“Quanto mais os empreendimentos estiverem preparados, mais poderão ser beneficiar do Programa”, conta a diretora.

Imagem com céu claro, morros com plantações e foco nas parreiras de uva
O programa vai desenvolver ações que aprimorem os produtos turísticos regionais

Estudo

O PDL nasceu da análise do Plano de Desenvolvimento Turístico Regional, elaborado em parceria entre o SENAC-SP e os municípios. Jundiaí participou ativamente desse estudo. O Plano apontou a necessidade do fortalecimento da Governança, que reunirá representantes da iniciativa privada e da administração pública. O PDL dará o suporte para a organização da governança, visando ao gerenciamento das ações do Circuito das Frutas.

O mapeamento realizado para a elaboração do Plano de Desenvolvimento em parceria com o SENAC apontou que atualmente, a região do Circuito conta com mais de 200 atrativos de turismo rural, 1.600 empresas de alimentação, 170 empreendimentos de hospedagem e mais de 400 atrativos em outros segmentos (culturais, naturais, históricos, pedagógicos.

O Circuito das Frutas sempre foi um grande destino turístico. “Antes do início da pandemia, o Circuito atraía aproximadamente 2 milhões de turistas por ano para os atrativos relacionados ao Turismo Rural em nossa região”, lembra Marcela.

PDL

Na última segunda-feira (23), Jundiaí também aderiu ao PDL (Programa de Desenvolvimento Local), do Sebrae, que permitirá, a partir de um diagnóstico das principais vocações econômicas da cidade, fomentar setores e qualificar os micro e pequenos negócios em Jundiaí.

Após o diagnóstico, serão realizadas uma série de ações na forma de programas técnicos, projetos e atividades de apoio aos microempreendedores individuais (MEI), às microempresas (ME) e às empresas de pequeno porte (EPP), com vistas ao fomento da economia local. Ao todo, o investimento do Sebrae neste projeto é de R$ 1.846.931,00, sem qualquer contrapartida financeira para a Prefeitura.

O PDL faz parte do programa Jundiaí Empreendedora, criado para diminuir, no âmbito econômico, os reflexos negativos na pandemia da Covid-19. Participam desse trabalho, além da Prefeitura e do Sebrae, a chamada Governança, que conta com diferentes organizações da sociedade civil. A assinatura de declaração de adesão ocorreu no Paço Municipal, na presença de autoridades e gestores.

Assessoria de Imprensa
Fotos: Divulgação

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.