Três das 20 cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) estão em situação de alerta para casos de dengue, zika e chikungunya, segundo o Ministério da Sáude. Cosmópolis, Jaguariúna e Paulínia tiveram índices que variam de 1,3% a 2,4% para a infestação do mosquito transmissor das três doenças nos imóveis avaliados. As prefeituras, contudo, defendem que há ações preventivas.

De acordo com o governo federal, o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) permite que as administrações municipais possam identificar bairros onde estão concentrados focos de reprodução do inseto, e o tipo de depósito onde larvas foram encontradas.

O objetivo é que […] os municípios tenham melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito , diz texto da assessoria.

A faixa de alerta compreende municípios que registraram índices entre 1% a 3,9%, informou o governo. Na Região Metropolitana, outras nove cidades participaram desta pesquisa e tiveram resultado satisfatório – quando há larvas do mosquito em recipientes com água parada em menos de 1% das residências visitadas durante a avaliação. São elas: Artur Nogueira, Campinas, Holambra, Indaiatuba, Nova Odessa, Santa Bárbara d Oeste, Santo Antônio de Posse, Sumaré e Vinhedo.

Resultados na RMC

Município índice Situação
Artur Nogueira 0,2 satisfatório
Campinas 0,2 satisfatório
Cosmópolis 1,3 alerta
Holambra 0 satisfatório
Indaiatuba 0,1 satisfatório
Jaguariúna 2,4 alerta
Nova Odessa 0 satisfatório
Paulínia 1,4 alerta
Santa Bárbara d Oeste 0 satisfatório
Santo Antônio de Posse 0,5 satisfatório
Sumaré 0,9 satisfatório
Vinhedo 0,1 satisfatório
 

Os municípios de Americana, Engenheiro Coelho, Itatiba, Monte Mor, Morungaba, Pedreira e Valinhos não participaram deste levantamento, informou o Ministério da Saúde. A expectativa é de que os dados sejam enviados pelos municípios até 14 de dezembro, sob pena de punição.

 

Dados nacionais

O levantamento do governo considerou 3,9 mil municípios e constatou que há risco de surto das doenças em 357 deles (índice a partir de 4). O estado com mais cidades nesta faixa é Rondônia.

Além disso, outras 1,1 mil cidades estão em alerta, enquanto 2,4 mil tiveram resultado satisfatório.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.