Uma das mais importantes rodovias paulistas, a Via Anhanguera (SP-330) completou domingo (22) 70 anos de inauguração do trecho entre São Paulo e Jundiaí. Nos últimos 20 anos, desde 1º de maio de 1998, trecho da Via Anhanguera entre São Paulo e Cordeirópolis é administrado pela CCR AutoBAn, dentro do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo. Nessa região, são registradas, em média, 350 mil viagens por dia.
 
Nesse período, a rodovia foi totalmente modernizada. Recebeu investimentos em ampliação, com a construção de pistas marginais nas regiões de Jundiaí, Campinas, Sumaré, Nova Odessa, e faixas adicionais em praticamente todo o trecho administrado pela CCR AutoBAn, entre São Paulo e Cordeirópolis.
 
Graças ao Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, foram investidos cerca de R$ 4,3 bilhões em melhorias, como a construção do Complexo Anhanguera, na chegada da rodovia à Marginal Tietê, em São Paulo. Inaugurado em 2010, permitiu a construção de 17 novos viadutos e pontes, criação de novos acessos, implantação de retornos, melhoria de trevos, faixas adicionais, pistas marginais e passarelas. O Complexo Anhanguera melhorou significativamente a fluidez da rodovia na região da Grande São Paulo, trecho com grande tráfego de veículos.
 
Recentemente, a CCR AutoBAn concluiu as obras do Complexo Viário de Jundiaí, com a construção de novos viadutos, alças e melhorias nas vias marginais entre os quilômetros 55+900 e 61.
 
Atualmente, a Via Anhanguera conta com os últimos recursos tecnológicos de gestão e atendimento, que a classificam nos modernos conceitos de rodovia inteligente: telefones de emergência instalados a cada quilômetro (246 equipamentos), câmeras de circuito fechado (48 câmeras), sistemas analisadores de tráfego (22 unidades), estações meteorológicas (4 equipamentos), paineis eletrônicos de mensagem fixos, além de diversas viaturas para o atendimento das ocorrências, como Resgate, inspeções e guinchos, entre outros.
 
Nos últimos 15 anos, cerca de 900 mil veículos já foram atendidos pela equipe de Tráfego da Concessionária apenas na Via Anhanguera. “O Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, gerenciado pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) permitiu que, mesmo depois de 70 anos da inauguração do primeiro trecho da rodovia, a Via Anhanguera permaneça moderna e totalmente adequada às necessidades atuais”, diz Fabiano Adami, gestor de Interação com o Cliente da CCR AutoBAn.
 
Desenvolvimento
 
Desde 1948, a rodovia desempenha um papel importante como indutora do desenvolvimento regional. Às margens da Via Anhanguera, diversas cidades cresceram, destaque para Jundiaí e Campinas — e várias indústrias se instalaram, principalmente do setor automotivo, de tecnologia e recentemente de logística.
 
* Via Correio Popular

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.