Nosso município celebra neste dia 26/07 o dia de Padroeira Sant´Ana e o simbolo maior dessa longa história é a Igreja Matriz, imponente no centro da cidade de onde abençoa  toda a cidade com o som de seus sinos.

 

A SANTA

Sabe-se muito pouco sobre Santa Ana. Sabe-se que esta era mãe de Maria de Nazaré, esposa de São Joaquim e Avó de Jesus. Sabe-se também que esta teria após o nascimento da Virgem Maria tido mais uma ou duas filhas, pois Deus liberara após Joaquim ter ficado 40 dias no deserto. O nome dessas filhas são: Maria Salomé e Maria de Cleofas.

 

A PARÓQUIA

Em 1948 o jovem padre campineiro Favorino Carlos Marrone foi destinado a prestar seus serviços como pároco na pequena vila de Rocinha. Este foi o começo de uma bela história: com o crescimento populacional e econômico do Distrito, começou a ser cogitada a emancipação, pois os moradores do local sentiam-se incomodados com o descaso do governo de Jundiaí e entendiam que poderiam “caminhar com as próprias pernas”. Em 24 de outubro do mesmo ano o movimento deu resultado e o padre foi um dos motivadores mais importantes do processo. O próprio sacerdote revelou que as reuniões aconteciam na sacristia da antiga igreja com os principais líderes da Rocinha. Em 2 de abril de 1949 a cidade elegia seu primeiro prefeito, Dr. Abrahão Aun, e sob a bênção de Favorino, a cidade recebia o nome de Vinhedo, em decorrência da grande produção de uvas e vinhos, o que conferiu à cidade o título de “terra da uva” posteriormente.

Ainda no mesmo ano, o padre iniciou a obra mais importante da cidade – a construção da nova Igreja Matriz. A obra terminou apenas em 1959, mobilizando praticamente todos os aproximadamente 7 mil habitantes da cidade, que contribuíram desde a doação do terreno até a edificação do telhado. Os mais antigos contam que, na época, o padre e seu amigo eram considerados insanos por projetarem uma igreja de proporções tão grandes, sem nenhum pilar de sustentação para a nave central e de arquitetura bastante moderna.

 

Fonte: Paróquia de Sant´Ana

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.