A Páscoa é uma festa móvel – a principal do ano litúrgico cristão – comemorada, no Ocidente, entre 22 de Março e 25 de Abril; no Oriente, é celebrada entre 4 de Abril e 8 de Maio. Relaciona-se intimamente a um festival judaico já mencionado no Êxodo e a uma série de eventos astrológicos que abarcam o Equinócio de Outono no Hemisfério Sul e de Primavera no Hemisfério Norte.

O feriado é precedido pela Quaresma, período de 40 dias de jejuns e orações, e pela Semana Santa, os momentos que antecedem a prisão e crucificação de Cristo. Nesta data, como sinal de respeito ao corpo de Jesus, muitas pessoas deixam de comer carne vermelha, alimentando-se especialmente de peixes.

No Brasil, o peixe mais consumido na ocasião é o bacalhau. A tradicional bacalhoada da sexta-feira santa é observada em muitas casas de cristãos e não cristãos, pois seu significado expandiu-se para além da própria religião. Consequentemente, o comércio de frutos do mar é grandemente alavancado antes da Vigília Pascal.

Algumas pessoas optam ainda por refeições vegetarianas ou veganas para suas festividades, tendência que vemos crescer especialmente entre os mais jovens. Há uma série de receitas deliciosas que podem ser feitas mesmo por quem não possui as habilidades culinárias de um Master Chef. Basta estar disposto a experimentar.

Permanecendo no quesito alimentação, não se pode deixar de falar dos ovos de páscoa. A prática da caça aos ovos tem origens em rituais europeus pré-cristãos, mas foi absorvida pelo feriado e se tornou um dos principais marcos do Domingo que finaliza a Semana Santa. Consumidos hoje na forma de chocolates ricamente ornamentados, os ovos são muito esperados pelas crianças e simbolizam troca de afeto entre os mais velhos.

O difícil é escolher entre as alternativas disponíveis. Chocolate amargo, ao leite ou branco; trufado, com recheio ou de colher; com amêndoas, com crocante ou aerado. A variedade oferecida pela indústria é tamanha que não há quem não seja contemplado. As marcas de doces, buscando inovar, chegam em 2016 com uma série de novidades interessantes que você ainda tem tempo de conferir!

Como se trata de uma prática anual, o Cicerone recomenda a pesquisa entre os vários tipos de chocolates fabricados e comercializados atualmente. Assim, ao presentear ou ser presenteado, você mostra todo o seu carinho e não corre o risco de cair no mais do mesmo.

 

 

Nina Carvalho 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.