Para obter o título de eleitor, o cidadão deve comparecer ao cartório eleitoral de sua região com documento de identidade; comprovante de residência original e recente; e certificado de quitação do serviço militar para os maiores de 18 anos do sexo masculino.

Quem mudou de endereço e deseja transferir o documento também tem até esta quarta para realizar o procedimento. Os interessados devem apresentar comprovante de residência e documento oficial com foto em uma das unidades da Justiça Eleitoral. Para solicitar a transferência, é preciso morar a pelo menos três meses no domicílio atual.

Para verificar se o seu título de eleitor está regular, basta preencher o nome completo e a data de nascimento diretamente na página do Tribunal Superior Eleitoral. Quem ficou mais de três eleições sem votar ou justificar sua ausência nas urnas, por exemplo, deve regularizar a situação. O primeiro turno da eleição ocorrerá no dia 7 de outubro e o segundo turno no dia 28 de outubro.

A partir deste ano, o eleitor também tem acesso a uma via digital do título eleitoral por meio de um aplicativo lançado pela Justiça Eleitoral. O aplicativo está disponível nos aparelhos Android e iOS. É possível ver a seção e a zona eleitoral do eleitor, bem como a situação biométrica (se a biometria foi coletada ou não), a situação eleitoral (se está regular ou não) e a quitação eleitoral (se está quite ou não).

Caso as alterações necessárias não sejam feitas até a data limite, os títulos serão cancelados e a regularização só poderá ser feita após o segundo turno das eleições, em 28 de outubro.

O primeiro turno deve ocorrer no dia 07 de outubro. Se nenhum dos candidatos a presidente ou governador tiver mais da metade dos votos válidos, o 2º turno deve ocorrer em 28 de outubro. O voto é obrigatório no Brasil.

Os eleitores votam neste ano para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital. Apenas eleitores que têm menos de 18 anos ou mais de 70 anos não precisam votar. O voto também é facultativo para analfabetos e em nosso país é o maior exercício de cidadania.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.