Vinhedo ficou na quinta colocação no País entre as melhores cidade para se viver. A pesquisa é da Firjan –Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro realizada com base em dados nas áreas de saúde, educação, emprego e geração de renda.

O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4001 a 0,6), moderado (de 0,6001 a 0,8) e alto (0,8001 a 1) desenvolvimento.

Criado em 2008, o índice é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

De acordo com a Firjan, desde 2014, a metodologia do IFDM foi aprimorada para captar os novos desafios do desenvolvimento brasileiro para esta nova década. O principal incremento foi situar o Brasil no mundo. A nova metodologia buscou padrões de desenvolvimento encontrados em países mais avançados, utilizando-os como referência para os indicadores municipais. Outro ponto importante foi a atualização de metas e parâmetros nacionais. Neste caso, o ano de referência deixou de ser 2000 e passou a ser 2010.

Para análise do ítem Emprego e Renda, a Firjan leva em consideração a geração, estoque e salários médios do emprego formal. Já na Educação são analisadas as taxas de matrícula na educação infantil, abandono escolar, distorção idade-série, percentual de docentes com ensino superior, média de horas de aulas diárias e resultado do IDEB. Na Saúde, levou-se em conta o número de consultas pré-natal, óbitos por causas mal definidas e por causas evitáveis.

A pesquisa é realizada entre os 5.570 municípios brasileiros. No País a primeira colocação ficou com Extrema (MG), em segundo São José do Rio Preto (SP), terceira Idaiatuba (SP), em quarto São Caetano do Sul (SP) e em quinto Vinhedo (SP).

 

 

Fonte: Firjan

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.