A Defesa Civil Municipal, órgão ligado à Secretaria de Transporte e Defesa Social da Prefeitura, registrou entre as 19h e as 20h desta terça-feira, dia 31, um total de 39 mm de chuvas em Vinhedo, quantidade que seria suficiente para 24 horas de chuvas moderadas. O total de chuva entre a terça-feira, 31, e a manhã desta quarta-feira, dia 1º, foi de 52,07 mm. Apesar da intensidade das chuvas, não foram registrados danos de grande monta e o município, confirmando novamente o reconhecimento de Cidade Resiliente, recuperou-se rapidamente.

Em decorrência das obras realizadas pela Administração Municipal nos últimos anos, e também das ações de prevenção, coordenadas pela Defesa Civil Municipal, Vinhedo é considerada uma Cidade Resiliente. O título é concedido pela ONU – Organização das Nações Unidas – aos municípios que, por meio de ações, reduzem risco e estão preparadas para eventuais desastres, tendo como foco a proteção da comunidade.

No caso das chuvas desta terça-feira, foram registradas seis ocorrências na Defesa Civil, todas em pontos que já são de conhecimento, e, assim, monitorados pelo órgão, como na Barra Funda. Já foi possível verificar que, em anos anteriores, antes das obras de intervenção, com chuvas da mesma intensidade, os impactos eram muito maiores.

O assunto foi um dos temas da reunião entre o prefeito Jaime Cruz e os secretários municipais na manhã desta quinta-feira, dia 1°. De acordo com a Defesa Civil Municipal, não foram relatados casos de vítimas e não houve desalojados/desabrigados. Até a noite de ontem foram registrados seis chamados na Defesa Civil, número que poderá ser atualizado no final da tarde de hoje.

Foram registrados os seguintes pontos de alagamento: Rua Santa Cruz, s/n, Centro; Rua Rancho Fundo s/n, Vila Pompeia; Viaduto João Baptista Seraphim e Avenida  Independência, Aquário; e Rua Arnaldo Roque Brisque, s/n, Altos do Morumbi.

Houve a queda de um muro de arrimo e de um talude artificial com cerca de 5 metros aos fundos de duas casas na Rua Paulo Bertan, na Vila João XXIII, sem atingir as moradias, e também a erosão de parte da margem do Córrego do Bosque na Rua Rancho Fundo, s/n, que levou parte da calçada.

Não foram registrados para a Defesa Civil casos de quedas de árvores. O órgão segue fazendo uma varredura pela cidade em busca de outros desdobramentos relacionados às fortes chuvas de ontem.

 

Fonte: Prefeitura de Vinhedo

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.