Você tem o sonho de abrir seu próprio negócio, mas não tem muito dinheiro para investir ou mesmo idéia em que negócio investir? Pode ter certeza que você não é o único! Por mais que existam maneiras de conseguir o valor necessário (empréstimos, por exemplo), é possível optar por aportes pequenos.

A pessoa deve ter em mente que todo tipo de negócio envolverá um certo investimento, ou seja, custos. Após definido o negócio, você terá necessidades tais como criar um logo/marca, comprar um domínio, ter um site, desenvolver uma estratégia de marketing e comprar equipamentos. É importante fazer um plano de negócio antes de começar.

 

O plano de negócio ajudará a escolher o produto ou serviço que vai oferecer, levando os custos de produção e manutenção em conta. A revista norte-americana Entrepreneur selecionou 6 exemplos para te inspirar. Confira abaixo:

 

1. Criações Próprias

Ganhe dinheiro com o que você já sabe fazer. Por exemplo, se você é um pintor, além do seu trabalho usual, tente utilizar seu trabalho em outras peças como telas ou móveis. Plataformas online gratuitas podem ajudar com divulgação e vendas.

 

2. Serviçoes em Casa

Esse tipo de serviço consegue ser rentável e não exige muito investimento nem cria muitos gastos. Se você trabalha em casa (home office) – ou na vizinhança –, poupa tempo e economiza dinheiro. Serviços como passadeira (roupas), babá ou adestrador/passeador de cães.

 

3. Trabalhos de Concertos

Assim como os serviços em casa, esse tipo de negócio não exige um ambiente de trabalho estabelecido e pouco investimento, especialmente em ferramentas. Se você possui algumas habilidades na área, pode trabalhar em conserto domésticos – os chamados maridos de aluguel, ou como outro exemplo, fazer reparos em roupas..

 

4. Consultoria

Muitas pessoas só pensam em se tornar empreendedores depois de terem passado por muitos anos de experiência profissional. Com essa bagagem, você podem prestar serviços como uma consultoria. A atividade exige pouco investimento inicial e, se o empreendedor aproveitar seus contatos profissionais, pode ser bastante rentável mas é um mercado que demora mais para começar  a ter um retorno financeiro.

 

5. Revenda

O sistema é simples: você adquire produtos e os vende para outras pessoas. Você pode ser um representante de vendas, distribuidor ou atacadista. Caso as coisas avancem, será preciso fazer um investimento inicial maior, para formação de estoque.

 

6. Microempreendedorismo

Por último, você pode criar um mini-negócio. Pode trabalhar em apps de serviço como Uber, alugar sua casa em plataformas como o AirBnB. As opções são muitas e, na maioria dos casos, o investimento inicial é baixíssimo além de já existirem as plataformas e aplicativos que te permitam prover o serviço ou produto gratuitamente.

 

 

Fontes: PEGN / Entrepeneur Magazine

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.