*Via Tofo Dia – UOL
 
A RMC (Região Metropolitana de Campinas) teve um saldo negativo de 51 postos de trabalho no setor de construção civil em setembro. O número contrasta com os dados gerais, que engloba todos os setores, que apontam saldo positivo de 1.763 vagas na região. As informações são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).
 
Na construção civil, houve deficit em nove das 20 cidades da região: Cosmópolis, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Nova Odessa, Paulínia, Santa Bárbara d Oeste, Santo Antônio de Posse e Vinhedo.
 
O município que teve a maior redução foi Indaiatuba, com 77 empregados a menos.
As outras 11 cidades tiveram mais contratações do que admissões, com destaque para Monte Mor, onde houve acréscimo de 34 postos.
 
RECUPERAÇÃO
O presidente da Habicamp (Associação das Empresas do Setor Imobiliário e da Habitação de Campinas e Região), Francisco de Oliveira Lima Filho, apontou que o setor passou por uma profunda crise por dois anos. Segundo ele, a recuperação total das vagas eliminadas nesse tempo deve levar um bom período para ocorrer.
 
As construtoras já começam a tirar do papel seus lançamentos, mas o início das obras e de contratações levam pelo menos seis meses para se efetivar (…) Acreditamos que, até o final do primeiro semestre de 2018, esse saldo esteja bem próximo do zero em muitas cidades da região , comentou.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.