A cada oito horas, uma mulher foi internada com câncer de mama entre janeiro e agosto deste ano, na RMC (Região Metropolitana de Campinas). Os dados são do DataSUS (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde). No entanto, a quantidade de internações é 7,05% menor em comparação ao mesmo período de 2016. O presidente da Unimed Santa Bárbara d Oeste e Americana, Emerson Assis, apontou que o número está adequado .
 
Ao todo, 698 pacientes com câncer de mama foram internadas nos oito primeiros meses deste ano: três em Americana, 676 em Campinas, oito em Indaiatuba, quatro em Paulínia, duas em Pedreira, três em Valinhos e duas em Vinhedo.
 
Segundo Assis, tomando como base que a região tem cerca de três milhões de habitantes, o número está compatível com outras localidades em desenvolvimento. O câncer de mama tem prevalência de 50 a 70 casos por 100 mil mulheres. Em áreas de altíssimo risco, pode chegar a 120 , comentou.
 
No mesmo período de 2016, o DataSUS registrou 751 internações: cinco em Americana, 716 em Campinas, uma em Hortolândia, três em Indaiatuba, 12 em Itatiba, duas em Jaguariúna, uma em Nova Odessa, nove em Paulínia, uma em Valinhos e uma em Vinhedo.
 
A queda vai na contramão da estatística do Estado, onde o número passou de 10.313 para 10.463, o que representa uma variação de 1,45%.
 
De acordo com o presidente da Unimed, as internações englobam mulheres em procedimento de cirurgia para retirada do nódulo e pacientes que tiveram uma evolução no câncer após o tratamento. Ele explicou que as cirurgias duram, no máximo, um dia. Se colocar para fazer a cirurgia de manhã, a paciente já recebe alta no outro dia de manhã , comentou.
 
MORTES
Na RMC, o número de mortes decorrentes de câncer de mama caiu 28,35% entre janeiro e agosto deste ano, em comparação ao mesmo período de 2016. A redução foi de 67 para 48. Nos oito primeiros meses deste ano, houve um óbito em Americana, 40 em Campinas, um em Indaiatuba, um em Itatiba, dois em Pedreira, dois em Valinhos e um em Vinhedo.
 
No período igual do ano passado, foram registradas uma morte em Americana, 59 em Campinas, duas em Indaiatuba, três em Itatiba, uma em Nova Odessa e uma em Vinhedo.
 
Fonte: Portal Todo Dia

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.