O centro de revisão e mecânica em geral Lugano Car Center, localizada no Aquários, tem boas práticas de redução de consumo de água e reutilização, e o Cicerone foi visitar para saber mais sobre a ação.

O Lugano Car Center tem apenas 3 anos de atividade ali no Aquários, mas desde o início seu proprietário, Aldo Freddi Sobrinho, tem a preocupação com ações que sejam ambientalmente corretas e que possam gerar economias para o negócio. O projeto construído por Aldo foi de um sistema de captação e reutilização de água, no qual desviou a tubulação das calhas do telhado para uma cisterna em baixo da área de concreto do Center Car. A cisterna tem capacidade para armazenar até 30 mil litros de água, e containers adicionais através de uma bomba podem receber até 15 mil litros. Formando um sistema que se alimenta da cisterna maior e pode renovar a água o tempo inteiro.

Segundo Aldo, foi o melhor investimento que fez durante os últimos anos, principalmente porque foi antes da crise hídrica de 2015. Inclusive, a ideia virou até reportagem na tevê local através da EPTV. O investimento total segundo Aldo foi de R$13.000,00 reais, porém, utilizando em torno de mil litros por dia das suas próprias reservas economizou o suficiente para ter um retorno do investimento em 5 meses, o que é muito rápido. Ainda segundo o dono do Car Center seria muito interessante que a Prefeitura de Vinhedo fornecesse incentivos fiscais para que outros negócios tenham o mesmo tipo de ação, como descontos em IPTU ou outro tributo municipal, incentivando práticas sustentáveis na cidade. Podendo ser de economia de água até economia de energia. Assim quem faz seria bonificado e quem quer fazer seria incentivado ainda mais.

O CICERONE VINHDEDO agradece a visita e apoia iniciativas como a do Lugano Car Center, que levem e conta nossa responsabilidade com o meio ambiente e ainda gere ganhos aos negócios. Se você tem alguma ação importante no seu negócio que leve em conta a responsabilidade ambiental entre em contato conosco, ficaríamos felizes em divulgar os negócios da cidade que tem essa preocupação.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.